Radar

O que você precisa saber para entender a recente tragédia no Pantanal

Publicado em: 21/01/2021

Em 2020, o Pantanal sofreu com terríveis queimadas e desmatamentos em níveis não registrados iguais nos últimos 50 anos.

Considerada a maior tragédia ambiental das últimas décadas, as queimadas foram agravadas por longos períodos de seca e clima propício para a queda de raios – que, sem chuvas, podem iniciar focos de incêndio.

A ação humana, com queimadas ilegais, assim como condutas irregulares de grandes empresas em relação à preservação, também são algumas das hipóteses levantadas para a grande devastação. Vale lembrar que o Pantanal já vinha sofrendo com o desmatamento, situação apenas agravada com as queimadas.    

Pantanal: onça em área devastada

Foto: Gustavo Figueiroa

Segundo os últimos dados divulgados, ainda em 2020, o bioma registrou números alarmantes, com mais de 4,5 milhões de hectares devastados pelo fogo e 30% de todo o território atingido pelas queimadas. Além disso, houve uma perda estimada de mais de 60% da fauna em algumas regiões.

Separamos as principais notícias sobre o tema, que saíram desde o início da tragédia ambiental até mais recentemente, para você se atualizar sobre o assunto e entender mais sobre os impactos das queimadas no Pantanal. 

Retrospectiva 2020 – SOS Pantanal

Verde vai ressurgindo no Pantanal, mas fuga de animais preocupa

Incêndios no Pantanal: por que o fogo ainda ameaça o ecossistema mesmo após a chegada das chuvas

Comissão sobre queimadas dará atenção à Amazônia e ao Cerrado em 2021

Porque Pantanal vive a “maior tragédia ambiental” em décadas

Voluntários se arriscam para salvas animais das queimadas

Pantanal tem maior número mensal de focos de incêndios na história

As imagens da luta dos animais pela vida no Pantanal em chamas

Fique por dentro