Casa em vila de produtores construída para reassentamento

Reassentamento e retomada das atividades produtivas no Superporto do Açu

Em 2010, teve início a implantação do Distrito Industrial de São João da Barra – DISJB. Foi realizado um projeto com os objetivos de apoiar o desenvolvimento do norte do Rio de Janeiro e aproveitar a proximidade com a região petrolífera da Bacia de Campos, assim como a instalação do complexo portuário do Superporto do Açu, em uma área de 70 km2. Para ser viabilizado, o DISJB precisou realocar as famílias de características rurais, residentes em seu polígono.

A produção dos moradores é vendida para compradores do município e revendida para outras regiões, incluindo a capital e a Região dos Lagos. No período de dezembro de 2012 a dezembro de 2013, uma colheita de mais de 20 toneladas de produtos hortícolas gerou uma renda superior a R$ 25 mil para os produtores.

O Programa de Reassentamento atendeu 95 famílias e recebeu o nome de Vila da Terra. Os modelos arquitetônicos das novas moradias foram desenvolvidos em conjunto com as famílias, refletindo seus hábitos de uso dos espaços. Além disso, foi estabelecido um plantão permanente e visitas sistemáticas para acompanhar as famílias, oferecendo-lhes a assistência necessária no período de adaptação às mudanças.

O projeto de reestruturação produtiva oferecido aos agricultores, com suporte técnico para a melhoria da produção e da renda, foi exemplar e resultou em registros em vídeo e livro, sendo reconhecido até hoje como um marco na qualidade de vida daquela população.

Recursos aplicados

  • Reestruturação e desenvolvimento produtivo
  • Reassentamento
  • Execução de planos básicos ambientais (PBAs)
  • Qualificação de fornecedores
  • Criação e produção gráfica, audiovisual e multimídia
Ficha técnica

Setor de atuação: Infraestrutura

Local: Rio de Janeiro

Período: 2013 – 2015

Cliente: LLX Açu Operações Portuárias

Abrangência: 95 famílias em reassentamento e 38 famílias em retomada de atividades produtivas, em São João da Barra / RJ

Objetivo: Recompor e melhorar a capacidade agrícola das famílias reassentadas.

Resultados: Melhoria na qualidade de moradia, qualificação e aumento da produção agrícola dos participantes.

Soluções relacionadas a este case:

Palavras de quem fez parte

Aspas
Foi criada uma vila de produtores, a Vila da Terra. O que antes era uma fazenda de cana abandonada virou uma comunidade estabelecida, com fluxos de comércio, e se tornou um polo de produção agropecuária.
Fabio Marçal
Gerente de Projetos
Rio de Janeiro
Fabio Marçal
Gerente de Projetos
Rio de Janeiro
Aspas
A firma veio, trabalhou na terra. Aí eu entrei para plantar e estou colhendo a muda de quiabo até hoje. Depois montaram essa horta para mim e estou gostando. Quero fazer uma propriedade aqui que as pessoas achem realmente bonita.
Wagner Silva
Agricultor e morador da Vila da Terra
Rio de Janeiro

Galeria do projeto

Nossos Cases

Projetos que refletem nossa cultura de excelência, integridade e transparência.