Notícia

Mobilização social e educação ambiental: como um projeto-piloto tem empoderado mulheres da região do Rio Mangaraí

Publicado em: 21/09/2021

A Synergia foi contratada, no início de dezembro de 2020, para dar início a mais um importante projeto de mobilização social e empoderamento no Espírito Santo. O projeto-piloto Rio Mangaraí, coordenado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), está movimentando as comunidades ao redor do Rio Mangaraí. As atividades envolvem lideranças comunitárias, comunidade escolar, representantes institucionais, mas o foco são as mulheres.

São cerca de 60 agricultoras, discutindo e refletindo sobre suas histórias de vida e o papel de gênero na divisão sociotécnica do trabalho rural, projetando sonhos e propondo ações concretas para dar visibilidade e fortalecer coletivos femininos no território.

Com as atividades, já puderam ser observadas a formação de lideranças imbuídas da importância da participação em espaços de poder e de tomada de decisão. Outro fator de destaque foi o despertar do interesse pela formação de instâncias participativas locais, como as associações comunitárias.

mobilização social: Colaboradoras em Projeto-piloto Rio Mangaraí

Atividades com as mulheres das comunidades locais são o foco do Projeto-piloto Rio Mangaraí. Foto: Synergia

O Projeto integra o Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem (PGIAP), do Governo do Estado do Espírito Santo. Entre os seus principais objetivos estão:

  • Avaliação socioambiental da Bacia do Mangaraí e monitoramento de impacto de resultados;
  • Adequação e recuperação de estradas vicinais de terra;
  • Construção de equipamentos sociais à margem do Mangaraí;
  • Monitoramento dos corpos hídricos;
  • Pagamento por serviços ambientais por meio do Programa Reflorestar;

Neste grande projeto, a Synergia foi contratada para executar as ações de Educação Ambiental e Mobilização Social, com enfoque no empoderamento feminino.

Para a definição da área de abrangência do projeto-piloto, foram realizadas campanhas de monitoramento envolvendo o Rio Santa Maria da Vitória e seus principais afluentes: Rio das Farinhas, Rio da Prata, Córrego da Pedra Preta, Rio Tirol, Rio Crubixá-Açu e Rio Mangaraí.

A estimativa é de que, com a melhora da qualidade e da quantidade das águas da sub-bacia do Mangaraí, ocorra também o aumento significativo da qualidade de vida dos 3.700 habitantes da região.

Vale destacar que, indiretamente, também serão beneficiados os 600 mil habitantes residentes da Grande Vitória que são abastecidos com água captada no Rio Santa Maria da Vitória.

Com a realização do diagnóstico e do planejamento comunitário, além do acompanhamento do projeto, a Synergia tem atuado diretamente com seis comunidades no entorno do Mangaraí. O objetivo do trabalho é fornecer dados e informações indispensáveis à preparação do Planejamento da Bacia Hidrográfica do Rio Mangaraí e, consequentemente, do Plano de Ação para o desenvolvimento de estratégias socioambientais junto às comunidades.

Além disso, a meta é compor uma comissão de acompanhamento do projeto, de caráter consultivo, que seja representativa de pessoas previamente identificadas como importantes para a mudança almejada.

Para isso, realizamos um intenso processo de engajamento com as lideranças locais, formais e informais, proprietários/as e produtores/as rurais, as associações e instituições com atuação no território e, principalmente, com as mulheres e jovens das comunidades em geral e membros da Comunidade Quilombola de Retiro.

Empoderamento feminino

Alvo do projeto, o empoderamento feminino tem se consolidado com a realização de atividades que colocam em foco a força das mulheres locais e incentivam as trocas de saberes.

Nosso Núcleo de Educação desenvolveu uma agenda de atividades híbridas, com eventos no formato presencial e on-line, adequados ao atual momento de pandemia, garantindo que as mulheres compartilhem os seus cotidianos, suas vivências e conhecimentos. A experiência visa gerar reconhecimento e empatia, levando essas mulheres a se reconhecerem e construírem redes de apoio para a resolução de seus problemas em comum.

mobilização social:  mulheres participam de Projeto-piloto Rio Mangaraí

Mulheres participam das trocas de saberes no Projeto-piloto Rio Mangaraí. Foto: Synergia

Nesse processo, a troca de saberes visa o autoconhecimento, a potencialização de suas habilidades e a valorização de coletivos femininos de agricultoras. As atividades levam a colaboração para os seus cotidianos, criando uma rede feminina empoderada a partir do compartilhamento de conhecimentos e da organização coletiva.

O processo também abrange a discussão de gêneros e, por consequência, dá uma maior visibilidade sobre a importância das mulheres para as suas comunidades e territórios, seja do ponto de vista ambiental, social e/ou econômico.

Um plano de negócios já foi consolidado com um grupo específico de mulheres. Esta ação, inclusive, foi reconhecida em uma solenidade que o governo do Espírito Santo realizou, no Dia do/a Agricultor/a deste ano. A homenagem foi importante para demonstrar o quanto as ações têm sido relevantes para a região e o quanto se espera que seus resultados possam repercutir nas comunidades e nas vidas dessas mulheres, com conhecimentos que podem ser transmitidos por gerações.

ciclo de troca de saberes, inclusive, se encerrará com um intercâmbio com representantes de redes produtivas de mulheres, para a exposição dos casos de sucesso, e com a construção de um plano de ação para a continuidade do processo de empoderamento.

Quer conhecer um pouco mais sobre o projeto-piloto? Confira outros veículos que também noticiaram as suas ações:

Projeto-piloto Rio Mangaraí realiza ações de mobilização social e educação ambiental

Projeto-piloto Rio Mangaraí foi apresentado para gestores públicos de Santa Leopoldina

Projeto-piloto Rio Mangaraí realiza ações de mobilização social e educação ambiental

Projeto-piloto Rio Mangaraí foi apresentado para gestores públicos de Santa Leopoldina

Projeto-piloto Rio Mangaraí realiza ações de mobilização social e educação ambiental

Fique por dentro